quinta-feira, 18 de agosto de 2011

SAIA NAS RUAS

Queridinha pelas mulheres , amada pelos homens , ela esta presente a seculos na nossas vidas , pode ser curta , midi ou longa , justa ou solta e de varios volumes , algumas amam outras odeiam , ja sabe o que e ne , minha querida amiga :a saia.





Saia  é uma peça do vestuario utilizada por mulheres para cobrir apenas as pernas. Desde o princípio da história a saia vem sendo usada pelo homem devido ao seu modelo simples e sua grande utilidade. Seu comprimento pode variar, sendo fabricada de algodão ou nylon. Pode ser decorada com detalhes.
De acordo com os padrões de uma época ou a moda, as saias podem ser mais compridas, mais volumosas ou mais justas.
Presentes desde de civilizações antigas como no Egito , só utilizava na parte inferior de suas vestimentas a saia, ou do poderosissimo Império Romano, onde eram utilizadas túnicas que, na parte inferior, se assemelhavam às nossas saias modernas.
Nos seculos seguintes a saias cresceram e ganharam um companheiro imseparavel , o espartilho , e permaneceu presente por muitos seculos , em varios formatos , as vezes fluidas , as vezes bastante armada para lateral , redondas , com armações traseiras , e depois justas , ate que chegou a liberdade no inicio da decada de 20 e finalmente as saias começaram a subir e deixar as pernocas respirarem.

Apos a segunda gerra mundial com o resurgimento do new look , as saias ganharam foco , muitos rodadas e um pouco a cima ou abaixo dos joelhos , eram o simbolo da feminilidade , delicadeza e beleza .Sempre com cintura alta podia ser justa ou ampla , mas sempre no maximo ate um palmo acima do joelho.




Com a revolução feminista na decada de 60 , as mulheres buscando seus direitos e espaços na sociedade , surge a minha querida mini saia , o ano de 1968 entrou para a história como um ano de revolução , Uma novidade chocante para os conservadores e uma vitória na luta dos jovens que tentavam ganhar respeito, mudar idéias e crenças, ter voz, ter mais liberdade. Não só de expressão, mas também de estilo.

Há quem diga que a minissaia não nasceu, mas veio de uma série de mudanças na moda que refletia as mudanças comportamentais da época.

Por outro lado, há quem credite o surgimento da peça a dois estilistas: Mary Quant e André Courrèges. De acordo com Mary, a criação não deve ser atribuída a nenhum dos dois: ?A 
idéia da minissaia não é minha, nem de Courrèges. Foi a rua que a inventou?.

Idependente de qem invetou ou não ela veio pra ficar e esta com tudo no nosso verão , ate porque com nosso calor tropical nada melhor do que sair com as pernocas de fora em saias esvoaçantes , leves , coloridas .Os comprimentos são varios , desde das mega curtas ate as longas de cobrir o pe , plissadas principalmente , com brinho , justas , curtas , godê , evasê , etc etc etc.


Escolha a sua e saia por ai , na coleção de verão Juliana Tereza tem saia para todos gostos , com brilho , longas e curtas e so escolher a sua .

2 comentários:

Bianca disse...

ultimamente são as saias longas que enchem meus olhos...
mas eu curto muito as "outras" também!
bacanissimo o post!
um beijo, Bia - http://solimda.blogspot.com/

Patricia Jorge disse...

Amo saias e vestidos...
Adorei seu blog.
Bjs Patrícia Jorge.
http://patriciajorge.blogspot.com/